A Escola, aberta ao pessoal médico e não médico, oferece uma formação acreditada pelo Plan Nacional de Reanimación Cardiopulmonar (PNRCP) e o European Resuscitation Council (ERC), e avalizado pela Sociedad Española de Medicina Intensiva, Crítica Y Unidades Coronarias (SEMICYUC).

As estadísticas permitem assinalar que com uma formação regulada como a que oferece o Hospital Cosaga seria possível evitar o 70% do total de falecidos por paragem cardiorrespiratória, umas 80 vidas por ano se se extrapolam os dados à cidade de Ourense.

Com o lançamento desta Escola de Suporte Vital Básico, o Hospital Cosaga vai um passo além no seu compromisso com a saúde e a sociedade ourensana.